sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Ministério da Educação vai abrir 44 mil vagas


Rio - A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara aprovou, na quarta-feira, o Projeto de Lei 2134/11, do Poder Executivo, que cria 44 mil cargos efetivos, de direção e funções gratificadas no Ministério da Educação. Os professores selecionados vão atuar em instituições federais do País.
Os cargos e funções destinam-se às universidades públicas federais (instituições de Ensino Superior — Ifes) e escolas técnicas federais (institutos de Educação, Ciência eTecnologia — Ifets). Também serão contemplados Instituto Nacional de Educação de Surdos, Instituto Benjamim Constant, escolas técnicas e colégios de aplicação vinculados às Ifes e aos Ifets, e o Colégio Pedro II, do Rio.
No total, são 19.569 vagas de Nível Superior; 24.306 cargos de professor dos ensinos Básico, Técnico e Tecnológico; 27.714 cargos de técnico-administrativo; 1.680 cargos de direção; 3.981 funções gratificadas. A proposta, que tramita de forma conclusiva, já foi aprovada pela Comissão de Educação e Cultura e será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça.
POR PRISCILA BELMONTE

domingo, 27 de novembro de 2011

Convocação concurso Mesquita 15/7/2011

Imprimir - Www.mesquita.rj.Gov.br_images_julho_2011_portaria n 397-2011 - Nomear e Convocar Servidores Para...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Convocação SEEDUC 2007/2009 18/11/2011

11
12
13

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Resumo Educação Física na Adolescência parte 1

A inserção da Educação Física em um projeto maior
Basicamente hoje a metodologia da Educação Física é composta pela execução de fundamentos seguida por vivências de situações de jogo.

Finalidades específicas da Educação Física:
Consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental;
Possibilitar o prosseguimento dos estudos;
Preparar para o trabalho e cidadania;
Desenvolver habilidades como continuar a aprender;
Capacidade de se adaptar com flexibilidade as novas condições de ocupação e aperfeiçoamento;
Aprimorar o educando como ser humano, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;
Compreender os fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando teoria a prática.

Contexto do componente curricular
O ensino médio compõe o ciclo de aprofundamento da sistematização do conhecimento.

Quanto mais ativa for a criança e o adolescente no seu dia a dia menor será sua tendência ao acúmulo de gordura.

O profissional de educação física adquire considerável bagagem de conhecimento durante a sua formação e que o empobrecimento do seu trabalho nas escolas leva-o ao não-resgate do que aprendeu, ao esquecimento, à subutilização de seu potencial e formação profissional, ou seja, a não-utilização de suas capacidades e habilidades.

Ocorre uma influência muito grande do esporte na escola criando o "esporte na escola", isso é fruto da pedagogia  tecnicista.

PRÓXIMO >>

Referências
MATTOS, Mauro Gomes de; NEIRA, Marcos Garcia. Educação física na adolescência: construindo o conhecimento na escola. 5. ed. São Paulo: Phorte, 2008.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Convocação SME Educação Física 11/11/2011



1ª CRE
PRAÇA MAUÁ, GAMBOA, SANTO CRISTO, CAJU, CENTRO, CIDADE NOVA, BAIRRO DE FÁTIMA, ESTÁCIO, SANTA TERESA, RIO COMPRIDO, SÃO CRISTÓVÃO, CATUMBI, MANGUEIRA, BENFICA E PAQUETÁ
CLASSIFICAÇÃO
NOME
025º
LEONARDO FABRICIO CORREA MARINHO
026º
ERNESTO NOVAES PAIM

4ª CRE
ILHA DO GOVERNADOR, MANGUINHOS, BONSUCESSO, MARÉ, RAMOS, OLARIA, PENHA, BRÁS DE PINA, VILA DA PENHA, CORDOVIL, PARADA DE LUCAS, VIGÁRIO GERAL E JARDIM AMÉRICA
CLASSIFICAÇÃO
NOME
044º
ROBERTA MONSERRAT ROSA DE OLIVEIRA
045º
LADY GUINEVERE MARTINEZ BARBOSA
046º
FILLIPE FIGUEIREDO DE BRITO RESENDE
047º
GILBERTO PAULINO DA SILVA JUNIOR

5ª CRE
VICENTE DE CARVALHO, VILA KOSMOS, VILA DA PENHA, LRAJÁ, VISTA ALEGRE, VAZ LOBO, COLÉGIO, MARECHAL HERMES, ROCHA MIRANDA, TURIAÇU, OSWALDO CRUZ, BENTO RIBEIRO, GUADALUPE, MADUREIRA, HONÓRIO GURGEL, CAMPINHO, QUINTINO, CAVALCANTE E CASCADURA
CLASSIFICAÇÃO
NOME
043º
RENATA BARROS SOUZA
044º
CARLA QUINTANILHA BARROZO DOS SANTOS

6ª CRE
PARQUE ANCHIETA, ANCHIETA, RICARDO DE ALBUQUERQUE, GUADALUPE, ACARI, COELHO  NETO, LRAJÁ, HONÓRIO GURGEL, COSTA BARROS, PAVUNA E BARROS FILHO
CLASSIFICAÇÃO
NOME
032º
CARLA JULIANE DE LEMOS OLIVEIRA
033º
BIANCA GOMES FERNANDES
034º
MIRTES MELO DE MENEZES

7ª CRE
BARRA DA TIJUCA, LTANHANGÁ, VARGEM PEQUENA, VARGEM GRANDE, RECREIO DOS BANDEIRANTES, JACAREPAGUÁ, TAQUARA, CIDADE DE DEUS, FREGUESIA, RIO DAS PEDRAS, TANQUE, CURICICA, PECHINCHA, PRAÇA SECA E VILA VALQUEIRE
CLASSIFICAÇÃO
NOME
033º
ROBERTA REIS VALLE SILVA
034º
IVAN LUIZ DA PAZ DIAS
035º
RONAN GONCALVES LIMA
036º
ANTONIO DE CARVALHO NOGUEIRA
037º
GLAUBER LAMEIRA DE OLIVEIRA

8ª CRE
GUADALUPE, DEODORO, PADRE MIGUEL, BANGU, SENADOR CAMARÁ, JABOUR, SANTÍSSIMO, GUILHERME DA SILVEIRA, VILA KENNEDY, VILA MILITAR, JARDIM SULACAP, MAGALHÃES BASTOS E REALENGO.
CLASSIFICAÇÃO
NOME
062º
MARION COSTA DA SILVA
063º
PEDRO DE MORAES ROCHA
064º
CARLOS EDUARDO TELES DA SILVA

9ª CRE
LNHOAÍBA, CAMPO GRANDE, COSMOS, SANTÍSSIMO, AUGUSTO VASCONCELOS E BENJAMIN DUMONT
CLASSIFICAÇÃO
NOME
080º
ROGERIA GONCALVES MENDES
081º
ALINE DA VEIGA VILLAR SIMOES

10ª CRE
SANTA CRUZ, PACIÊNCIA, COSMOS, SÃO FERNANDO, GUARATIBA, ILHA DE GUARATIBA, BARRA DE GUARATIBA, PEDRA DE GUARATIBA, SEPETIBA E JARDIM MARAVILHA
CLASSIFICAÇÃO
NOME
155º
ROMULO FERREIRA GONCALVES

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Concurso Itaguaí - retificação resultado final

Pessoal confiram a suas notas porque houveram mudanças. Agora fiquei bem mais pra cima, mas ainda não fui convocado pra 2º fase.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Convocação SEEDUC 2007 27/08/2011

IOERJTraceablePdf4ea970e8e5a29

IOERJTraceablePdf4ea96f21dba44

IOERJTraceablePdf4ea9728c98c02

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

2- Resumo Educação como prática corporal

Estrutura da aula

Primeira parte
Roda de conversa sobre o que será feito na aula.

Segunda parte
Práticas

Terceira parte
Roda de conversa sobre o que foi feito na aula

Autonomia é a capacidade de se autogovernar.
Conduta motora se organiza em: habilidades de manipulação, manutenção da postura e de locomoção.

Exercício corporal
Tem relação com o trabalho e atendimento de uma necessidade localizada, ele prepara para uma finalidade.

O jogo
Não se relaciona com o passado ou o futuro é uma atividade do presente. O jogo basta por si só. Ele tem um caráter pedagógico forte.

É necessário que as atividades da educação física superem a da rua. Os conteúdos da quadra tem que passar por uma sistematização.
O fazer mental que nasce da prática retorna a ela, corrigindo, reforçando, aperfeiçoando e avaliando.

É uma característica do jogo o prazer funcional da ação, a repetição de habilidades que já foram dominadas. A coordenação que não se exercita atrofia-se.
Inicialmente o jogo é apenas sensório-motor depois simbólico.

Autonomia é a capacidade de autogoverna-se.

Oito categorias das sensações:
auditivas, olfativas, gustativas, térmicas, táteis, álgiccas e espacias.

O ser humano nasce sem habilidades inatas prontas, mas está dotado de meios para se adaptar a seu meio cultural.

A conduta motora se divide em 3 áreas:

  • Habilidades de manipulação
  • Manutenção da postura
  • Locomoção

Exercício corporal - faz o atendimento de uma nescessidade localizada temporalmente.
Jogo - não está relacionado ao passado nem ao futuro é uma atividade do presente.
O fazer mental nasce da prática retorna a ela, corrigindo, reforçando, aperfeiçoando e avaliando.
Característica do jogo é o prazer funcional da ação, a repetição de habilidades que já foram dominadas.

Espiral da aprendizagem

  • assimilação de uma nova situação
  • repetição para não perder a habilidade
  • repetição para manutenção
  • repetição para aperfeiçoar
  • encorajamento para um novo desafio
No início o jogo é apenas sensório-motor e depois é sucedido pelo jogo simbólico.

Referências
FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2009.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Convocação SEEDUC 2008/ 2009

Rolou uma convocação para os concursos de 2008 e 2009 no dia 5 de outubro de 2011. Você pode logo abaixo. Infelizmente não chegou minha vez...
Página
38
39
40
41
42
43
44
45

terça-feira, 4 de outubro de 2011

1- Resumo Educação como prático corporal

Periodização do ensino
Cada faixa etária tem marcas quanto ao desenvolvimento: cognitivo, motor, afetivo, social, moral e sexual.

Características do desenvolvimento infantil em cada período
Existem pesquisadores que acreditam que nascemos incompletos e que estamos destinados a aprender, ex Piaget. A outra corrente de pesquisadores achavam que a herança genética era o que bastava, dando conta de todo o conhecimento necessário para vivermos, ex Roger.
Nossa gestação é muito curta e é completada fora do corpo da mãe, em um útero cultural, pelo resto da vida.
Campo da Educação Física é o "mundo sensível" é o universo das coisas práticas, dos sentidos, das coisas práticas. Nele a criança é apenas uma criança.

Educação Infantil
É caracterizado pela imaginação, fantasia e símbolos. Durante o período pré-verbal a criança forma todas as coordenações motoras que usará até o fim de sua vida. Período verbal ocorre um aperfeiçoamento da motricidade. O jogo é uma atividade simbólica por natureza Ex: jogos de faz de conta.

Ensino fundamental
2º Ano
Características intelectuais - pensamento operatório concreto, operações mentais de seriar, classificar e conservar. Vinculadas a realidade concreta. A criança está entre o jogo egocêntrico e o jogo social.
Características motoras - é comum crianças que orientam suas ações motoras falando. Jogo social: cada participante coloque sua habilidade à disposição do êxito coletivo. Socialização na motricidade.
Biológicamente a criança tem uma sensibilidade bem desenvolvida o que não ocorre com relação ao meio cultural. Sentir cultural - integração das funções biológicas e moral, intelectual, social etc. A criança consegui distinguir cores de forte contraste. A criança ouve bem para fora, mas não houve bem para dentro. Cultura do sentir - a criança precisa refletir sobre tudo aquilo que sente.
Características morais - precisa aprender entre o certo e o errado. Enfase no jogo de regras.
Características sociais - a cultura compensa a fragilidade do ser humano. Jogo social é um meio termo entre a competição e a cooperação.
Características afetivas - forte agressividade e sexualidade pouco marcada

4º Ano
Intelectuais - o pensamento dirigi-se mais para o coletivo que ao individual.
Motoras - o jogo se torna bem mais organizado (posicionamento e fundamento). Antecipar ações.
Sociais - diminuição do egocentrismo, deve-se privilegiar os jogos cooperativos.

6º Ano
Intelectuais - aumenta o poder de crítica substituir dados concretos por hipóteses.
Motoras - as mudanças da puberdade dificultam as coordenações motoras.
Sensoriais - a sensibilidade não é igual em todas as pessoas, pois ela está atrelada as experiências da vida e a genética.
Morais - dar enfase ao pensamento crítico- hipotético.
Sociais - inserção no grupo
Afetivas - Identificação, autoafirmação e autoestima.

8º Ano
Nesse período provavelmente ocorrerá o estirão de crescimento.
Intelectuais - disposição a criticas
Motoras - desestabilização das coordenações motoras, vícios de postura são adquiridos.
Sensoriais - se tornar barulhento, preferir sons altos e se alimentar de uma forma ruim e em grande quantidade.
Morais - críticas a moral social.
Sociais - atividades como organização de eventos e ação social. Jogos que requerem raciocínio formal.
afetividade - deve-se favorecer para que o ambiente seja equilibrado (razão/ emoção)

9º Ano
Intensificação do comportamento apresentado pelos alunos de oitavo ano.

Os jogos podem ser vistos como simulação da vida social, microuniversos de uma sociedade em crisálida. O jogo é uma metáfora da vida.
A educação física deve desenvolver conhecimentos mais do que transmitir verdades. Com relação aos conhecimentos:
1- A produção de um conhecimento singular
2- Apropriação dos patrimônios culturais produzidos pela humanidade

Áreas de conhecimento da Educação Física
1- Conhecimento do próprio corpo
2- Conhecimento do meio ambiente
3- Cultura da Educação Física

Conteúdos da Educação Física
1- Jogo
2- Exercício corporal

Referências
FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2009.

PRÓXIMO >>

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Gabarito Itaguaí professor Educação Física 2011

Gabarito Itaguaí professor Educação Física 2011


OBS:
Português peso 2
Conhecimento pedagógicos peso 2
Conhecimentos específicos peso 4

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Resumo Educação Física Escolar Go Tani - parte 4

Estágios de desenvolvimento Piaget
Sensoriomotor - (pré-verbal 0 a 2 anos) conhecimento prático.
Pré-operacional - (2 a 7 anos) início da linguagem, função simbólica e da representação, jogo simbólico.
Operações concretas - (7 a 11 anos)Ex: pede-se a criança busque um espaço.
Operações formais (inicia aos 12 anos) raciocinar através de hipóteses, operações hipotético-dedutivas. Ex: se A é igual a B, por reciprocidade B é igual a A. Ex¹Pede-se para que a criança busque e analise o melhor espaço.

Com relação a memória o todo é maior que a soma das partes.

Sequência de tipos de aprendizagem:
Aprendizagem de sinais
Aprendizagem do tipo de estímulo
Aprendizagem em cadeia motora
Aprendizagem de associações verbais
Aprendizagem de discriminações múltiplas
Aprendizagem de conceitos
Aprendizagem de princípios
Resolução de problemas

Toda performance habilidosa é mental

Desenvolvimento afetivo social e suas implicações na educação física
Existe pelo menos 2 maneras para entender uma atitude agressiva:
Observar linguagem e motricidade.
Observar aspectos subjetivos, emoções sensações...

São exemplos de fatores ambientais que afetam o comportamento infantil, nutrição e privações sensoriais.

Componentes de análise de vida interna
Perceptual - a maneira de perceber a si mesma.
Conceitural - conceito que faz das distintas características.
Atitude - está relacionada aos sentimentos.

Grupos socias
Grupos primários - grupo familiar
Grupo secundário - colegas de clube
Grupos terceários - pessoa no ônibus
Interação interna - elementos do grupo interagem entre si
Interação externa - interagem com outros grupos

A liderança pode ser: positiva - quando trabalha conjuntamente com os membros ou negativa quando não da abertura para que sejam tomadas outras conclusões.

Competição pode ser:
Pura - mínimo de restrições/ limitada - só uma face das habilidades individuais
Absoluta - só um ganhador/ relativa - haverá mais ganhadores
Pessoal - competidores se defrontam/ impessoal - competidores não se defrontam diretamente
Criativa envolve muita gente/ não criativa - quando tem poucos
Direta - confronto cara a cara/ Indireta - torcedores
Com relação a competição - não podemos elimina-la e nem ressalta-la, mas orienta-la para promover melhor relacionamento humano.

Conflito:
Total - toda a sociedade é envolvida/ parcial - envolvimento de um segmento da sociedade.
Externo - acontece em situações grupais/ interno - ocorre dentro do mesmo grupo.
Real - tem um propósito definido/ irrereal - se dá por um sentimento generalizado que pode tomar rumos desconhecidos.
Questões positivas do conflito:
1- fixar fronteiras grupais
2- pode contribuir uma estabilidade do grupo
3- iniciar outras formas de interação

Cooperação pode gerar fatores negativos - falta de iniciativa, dependência e a não-compromisso com os objetivos.

<< ANTERIOR      INÍCIO >>


Resumo Educação Física Escolar Go Tani - parte 3

Se houver problemas na aquisição das habilidades básica poderá haver problema na aquisição de movimento mais complexos.
Período de aquisição do movimento:
Nível 1 - primeiras tentativas
Nível 2 - performance imatura
Nível 3 - performance madura

Tentar refinar o movimento antes que a execução seja relativamente madura irá levar a criança para um insucesso.

Padrões fundamentais de movimento:
Locomoção - andar, saltar, correr, trepar, rolar e galopar.
Manipulação - receber, rebater, chutar, driblar, condução de bola e voleio. Relação de um indivíduo com um objeto. Arremesso por cima e por baixo da cabeça.
Equilíbrio - parada de mãos

Andar
Nível 1 - exagerada flexão de quadril e joelho pé abduzidos com toda a planta do pé no chão, pouca extensão de quadril, braços em posição de quarda alta para proteção.
Nível 2 - diminui a flexão de quadril e joelho, braços ao lado do corpo oscilam alternadamente com as pernas, diminui a abdução dos pés.
Nível 3 - dimimui a flexão de quadril e joelho, aumenta a oscilação do braço, calcanhar toca o solo 1º.

Correr
Nível 1 - fase aérea muito curta, apoio com toda a planta do pé, corrida saltada, braços em posição de guarda e pés abduzidos.
Nível 2 - aumento fase aérea, pequena flexão de cotovelo, diminuição da abdução dos pés e corrida menos saltada.
Nível 3 - apoio na ponta do pé, cotovelos flexionados, oscilando na oposição.

Saltar
Salto horizontal
Nível 1 - salta mais para o vertical do que para o horizontal, pouco uso dos braços, pés não saem do chão simultaneamente, pequena flexão de quadril e tornozelos durante a aterrissagem.
Nível 2 - se torna mais horizontal, braços começam a ajudar, aumento na flexão  dos tornozelos e quadris durante a aterrissagem.
Nível 3 - aumenta flexão de tornozelo e quadril durante a aterrissagem, ângulo de impulso de 45º, braços ajudam.

Arremessar
Nível 1 - pés fixos, extensão do braço apenas, plano antero-posterior, tronco se inclina para frente.
Nível 2 - movimentos de braço e tronco no plano horizontal, giro do tronco.
Nível 3 - passo a frente
Nível 4 - braço contra-lateral a perna, arremesso feito através do giro do tronco

Receber
Nível 1 - braços estendidos a frente, flexão de cotovelo levando o que é agarrado ao peito.
Nível 2 - cotovelo levemente flexionados, repetindo a conduta anterior.
Nível 3 -

  • a criança usa o peito como primeiro contato.
  • tenta pegar com as mãos e havendo um erro tenta usar o peito

Nível 4 - a bola é recebida com as mãos apenas.
Nível 5 - a criança muda a base a base estacionária para receber a bola.

Rebater
Estágio inicial - pés estacionários, braços de trás para frente, tronco não gira.
Estágio elementar - giro do tronco, rotação de tronco e quadril, peso no pé da frente.
Estágio maduro - peso no pé de trás, giro de tronco, transferência do peso para o pé da frente.

Chutar - a criança que corre é capaz de chutar.
Estágio 1 - bola de chute perto da bola, sem participação efetiva dos outros membros.
Estágio 2 - maior potência no chute, oscilação da perna de chute, leve oposição do braços.
Estágio 3 - maior arco de oscilação.
Estágio 4 - efetiva flexão de quadril e joelho, tronco atrasado, amplo ajustamento dos braços

Quicar
Estágio inicial - bola contralada com as duas mãos, com a palma das mãos, a bola fica próxima ao corpo, grande variação na altura da bola.
Estágio elementar - bola controlada com as duas mãos, leve inclinação a frente, bola na altura do peito, tapas na bola.
Estágio maduro - pés contra-laterais ao braço, tronco inclinado, bola a altura da cintura.

Desenvolvimento hierárquico de habilidades e o processo de aprendizagem motora: das habilidades básicas às específicas


Andar é o 1º padrão fundamental de movimento (habilidades básica). Até 6 - 7 o desenvolvimento motor da criança se caracteriza pela aquisição, estabilização e diversificação  das hab. motoras, nessa idade alcançam um padrão maduro, após essa idade nada que aprendemos é totalmente novo. Até os 10 a 12 anos refinamento estando aptos para adquirir habilidades específicas, esse fato está relacionado com Período crítico, que é quando as capacidades mínimas necessárias para aprender determinadas habilidades estão presentes no indivíduo. Período crítico é baseado no estado maturacional. Para aquisição de uma habilidade depende do momento oportuno.
No desenvolvimento motor existe dois processos
Diversificação - aumento da quantidade de elementos do comportamento.
Complexidade - aumento da interação entre os elementos.

Modelos de aprendizagem motora
Circuito aberto - diz que existe um programa motor resultante de um processo de aprendizagem que quando for acionado para uma atividade gera o movimento sem a necessidade de realimentação para gerencia-lo (sem feedback).
Circuito fechado - aceita o uso constante das informações sensoriais para guiar e modificar o movimento (com feedback)

O professo ajuda no feedback do aluno.
Após a execução de movimento:
1- objetivo do movimento
2- resultado do movimento
3- plano motor
4- maneira pela qual o movimento foi executado

Tipos de feedback
Intrínseco - referente as informações recebidas pelo executante.
Extrínseco - informações recebidas por uma fonte externa.

Fases da aprendizagem motora
Segundo Fitts (1995) - inicial (cognitiva), intermediária (associativa) e final (autônoma).
Segundo Adams (1971) - verbal-motora e motora.

Desenvolvimento cognitivo e suas implicações na atividade motora
Aprendizagem do movimento - processo que leva a melhoria da capacidade de se mover.
Aprendizagem pelo movimento - processo utilização do movimento para conhecer a si mesma e o mundo que a rodeia.

Manutenção da postura bípede, oposição entre polegar e indicador e linguagem são elementos que caracterizam a espécie humana.

Tem papel no desenvolvimento cognitivo: lateralidade, imagem corporal, eficiência postural e de locomoção, percepção auditiva, visual e táctil.

Input - informações de entrada
Output - informações de saída

Processamento de informações sistema nervoso central:
Perceptivo - lida com informações de entrada
Decisório - elaboração da decisão
Efetor - enviar informações de saída

Códigos de movimento - representação interna de como fazer algum movimento.
Códigos de imagem - representação interna com correspondência com a experiência sensorial.
Códigos de símbolos - representação interna de acordo com relações arbitrárias.
Códigos de representação - memória.
Memória pode ser: memória de curto prazo e longo prazo.

Mudanças no desenvolvimento motor podem ser relacionadas a estrutura física (hardware) ou do desenvolvimento cognitivo (software).

Adaptação é um fator de equilíbrio entre a assimilação e acomodação.

<< ANTERIOR       PRÓXIMO >>

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Resumo Educação Física Escolar Go Tani - parte 2

Atividade cerebral e comportamento
Toda atividade cerebral é mantida graças a  três unidades: reguladores do tônus, sono/ vigília e estados mentais; obter processar e armazenar informações; programar regular e verificar a atividade mental.
Origens para modificação da atividade formação reticular:
Metabólica
Estímulos externos
Formação de intenções e planos

As funções de recepção, análise e armazenamento de informações são realizadas por estruturas que ficam na lateral e superfície do córtex cerebral.

Zonas primárias - projeção (receptores periféricos)
Zonas secundárias - associação (organização das informações)
Zonas terciárias - sobreposição (integração)

Os hemisférios cerebrais apresentam propriedades diferenciadas.

A atividade cerebral pode ser modificada através do componente motivacional, metabolismo, componentes externos e planos internos.

Crescimento físico e desenvolvimento fisiológico: base de sustentação da atividade motora
Crescimento - aumento no número ou tamanho das células.
Desenvolvimento - transformações  funcionais que ocorrem nas células.

Hormônios que exercem influência sobre o crescimento: hormônios gonadais (impulso sexual e caracteres sexuais), GH (crescimento ósseo e síntese proteica), e tireoidianos, que são controlados pelo hipotálamo e hipófise.
Fatores ambientais também podem influenciar o desenvolvimento.
Nutrientes são muito importantes para o desenvolvimento e crescimento e são divididos em: bio-reguladores (vitaminas e minerais), plásticos (proteínas) e energéticos (carboidratos e lipídeos).

Para determinação da maturidade biológica pode ser aferido: idade óssea, dentição e estágio pubertário.
Estirão de crescimento inicia aos 11 anos em meninas e 14 anos em meninos, após o estirão o organismo pode ser considerado adulto. Entre o 4 e 5 período ocorre a menarca das meninas e o fim do estirão em ambos os sexos.
 Estágios pubertários
1 pré-pubertário - priorizar atividades perceptivo-motoras
2 pubertário - priorizar hábitos saudáveis frente a atividade física
3 pubertário - priorizar hábitos saudáveis frente a atividade física
4 pubertário - priorizar hábitos saudáveis frente a atividade física
5 pós-pubertário

Com base em estudos:
a velocidade de corrida depende maís do estágio pubertário, as meninas tem sua performance estabilizada por volta dos 14 anos - os meninos continuam a se desenvolver.
As crianças são menos aptas para performances físicas do que adultos, melhoram muito a performance a partir da puberdade.

O processo de desenvolvimento motor
Padrão de mudanças: maturação, características individuais e experiências.
As mudanças no desenvolvimento motor são causadas: mudanças biomecânicas (crescimento físico), maturação neurológica e desenvolvimento cognitivo.
Sequencia de desenvolvimento da criança
1º A sequência é a mesma para todos só a velocidade que varia.
2º Ligação entre o que se está aprendendo e as mudanças futuras.(habilidades básicas)
3º Todo o conjunto de mudanças reflete mudanças em direção a uma maior capacidade de controlar movimentos.

Taxionomia do domínio motor (Harrow,1983)
Movimentos reflexos - repostas involuntárias e automáticas, visam a sobrevivência.
Habilidades básicas - atividades voluntárias que permitem a locomoção e manipulação serve de base para habilidades futuras como andar.
Habilidades perceptivas -
Capacidades físicas - melhora força, flexibilidade.
Habilidades específicas - atividades mais complexas com objetivos específicos, ex chute futebol.
Comunicação não-verbal - atividade mais complexas a qualidade dos movimentos permite a expressão.

Sequência de desenvolvimento motor
Movimentos determinados culturalmente -     a partir de 12 anos
Mombinação de movimentos fundamentais - 7 a 12 anos
Movimentos fundamentais -                          2 a 7 anos
Movimentos rudimentares -                          1 a 2 anos
Movimentos reflexos -                                  vida intra uterina a 4 meses após o nascimento

Para dominar habilidades esportivas é necessário experiências com habilidades básicas.

<< ANTERIOR     PRÓXIMO >>

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Resumo Educação Física escolar Go Tani - parte 1

Classificação do comportamento humano e o movimento
Domínios - cognitivo (processos mentais) afetivo- social (sentimentos e emoções) e motor (movimento).
Com relação ao comportamento humano existem dois princípios - totalidade e especificidade.

O conceito de movimento humano
Os impulsos nervosos são levados pelas vias aferentes até o SNC. Percepção é um processo de organização de informações e que depende de informações e experiências passadas. Mecanismo efetor: organização hierárquica (do geral para o específico) e sequencial (colocação em uma ordem).
Feedback é a informação recebida pelo executante sobre a execução do movimento, ele é usado para modificar quando o movimento não está dentro do plano motor, é específico de um sistema.

A importância do movimento no desenvolvimento do ser humano
Movimentos são de grande importância biológica, psicológica, social, cultural e evolutiva. Movimento desenvolve a sensação, a sensação a percepção, a percepção a cognição, a cognição ao movimento.

Organismo como sistema: abordagem fisiológica do movimento humano
Introdução: Organismo como um sistema hierárquico
Efetores do movimento (ossos, articulações e músculos)
Efetores vegetativos (sistema endócrino, ventilatório...)

Sistemas de organização das respostas vegetativas
Fibras tipo I - contração lenta (oxidativa)
Fibras tipo II a - contração rápida (glicolítica e oxidativa)
Fibras tipo II b - contração rápida (glicolítica)
Glicogenólise - transformação de glicogênio em glicose
Gliconeogênese - transformação de outros substratos em glicose
Hormônios insulina (diminui durante a atividade muscular), glucagon, adrenalina, cortisol e GH (aumentam durante a atividade física).
No limiar ventilatório ocorre um aumento desproporcional da ventilação e um acumulo de ácido lático podendo ser o ponto que delimita o metabolismo oxidativo para não oxidativo.
Durante a atividade muscular ocorrem alterações no sistema cardiovascular:
Aumento volume de sangue enviado pelo coração (débito cardíaco)
Redistribuição do fluxo de sangue.
Feedfoward é uma antecipação das necessidades requisitadas pela contração muscular.

Visão geral do sistema nervoso
Sistema nervoso periférico é dividido em:
Aferente - conduz informações dos receptores musculares
Eferente - faz o sentido inverso

Sistema nervoso central
Hemisfério cerebrais (lobo frontal, parietal, temporal e occipital) - são responsáveis pelos processos sensoriais ou motores do lado oposto do corpo.
Diencéfalo - é dividido em: tálamo (transmissão de informações motoras e sensoriais), hipotálamo (regulação funções vegetativas e monitoramento interno)
Sistema límbico - responsável pelas emoções.
Gânglios basais - programação do movimento.
Cerebelo - realização do movimento.
Tronco cerebral - controle postural. É dividido em mesencéfalo, ponte e bulbo.
Medula espinhal - via de entrada e saída de aferências e eferências.

PRÓXIMO >>













quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Deputados que votaram contra os professores

Deputados contra os professores

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Convocação SEEDUC 2007

Ontem rolou uma grande convocação para professores do concurso de 2007, ainda não teve outra convocação pro concurso de 2009. A convocação começa na página 23.

Convocação 6/9/2011


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Resumo regras vôlei parte 1


Dimensões
A quadra tem 18x9 com 3 metros de quadra livre envolta. Nas competições Oficiais a zona livre muda para 5 nas laterias e 8 no fundo e 12,5m de altura.
As linha (5 cm) tem que ser brancas, a área de jogo e a zona livre tem que ser de cores diferentes.

Zonas
Zona de frente vai da linha de 3 até a linha central.
Zona de saque fica atrás da linha de fundo delimitado pela linha lateral da quadra.
Zona de substituição vai do prolongamento imaginário da linha dos 3 até a mesa do apontador.
Zona de troca do líbero vai da linha de fundo até a linha de 3

Área de aquecimento
Mede 3m x 3m, ficam no canto da área de jogo fora da zona livre, ao lado do banco.

Área de penalidade
Mede 1m x 1m com duas cadeiras, fora do prolongamento da linha de fundo, dentro da área de controle.

Temperatura
No mínimo 10º, em jogos oficiais 25º a 16º

Iluminação
1000 a 1600 luxes

Altura da rede
Homens 2,43 e mulheres 2,24

Rede
Tem 1 metro de largura e 9,5 a 10 metros de comprimento

Faixas laterais
as faixas laterias são consideradas parte da rede.

Antenas
Tem 1,8 metros e 10 cm de diametro.

Postes
Em competições mundiais fica a 1 metro da linha lateral.

Bola
65 cm a 67cm peso 260g a 280 g

Equipes
É formada por 12 jogadores, ténico, preparador físico, médico, técnico e assistente técnico. O líbero não pode ser o capitão.


Convocação concurso Mesquita 2010

Parabéns aos convocados!
Convocação 15/07/2011

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

1- Gabarito questões PCN

1- B
2- C
3- C
4- B
5- B
6- D
7- D
8- D
9- B
10- E

Gabarito Caxias 2005

Gabarito prova caxias 2005

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Convocação SME Educação Física concurso 2010 - parte 2



O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor e tendo em vista o que consta do processo administrativo nº 07/003.752/2011.

RESOLVE


1ª CRE
PRAÇA MAUÁ, GAMBOA, SANTO CRISTO, CAJU, CENTRO, CIDADE NOVA, BAIRRO DE FÁTIMA, ESTÁCIO, SANTA TERESA, RIO COMPRIDO, SÃO CRISTÓVÃO, CATUMBI, MANGUEIRA, BENFICA E PAQUETÁ
CLASSIFICAÇÃO
NOME
023º
CARLOS JOSE LESSA PACHECO
024º
MONIQUE FRANCISCO DE SOUSA

2ª CRE
GLÓRIA, FLAMENGO, LARANJEIRAS, CATETE, URCA, COSME VELHO, BOTAFOGO, HUMAITÁ, PRAIA VERMELHA, LEME, COPACABANA, LPANEMA, SÃO CONRADO, ROCINHA, VIDIGAL, GÁVEA, LEBLON, JARDIM BOTÂNICO, HORTO, ALTO DA BOA VISTA, TIJUCA, PRAÇA DA BANDEIRA, VILA ISABEL, ANDARAÍ E GRAJAÚ
CLASSIFICAÇÃO
NOME
023º
RAFAEL RODRIGO OLIVEIRA DE MELO

3ª CRE
HIGIENÓPOLIS, ENGENHO NOVO, ROCHA, RIACHUELO, DEL CASTILHO, MÉIER, MARIA DA GRAÇA, LNHAÚMA, ENGENHO DA RAINHA, TOMÁS COELHO, BONSUCESSO, PIEDADE, SAMPAIO, JACARÉ, CACHAMBI, TODOS OS SANTOS, PILARES, LINS, ENGENHO DE DENTRO, ÁGUA SANTA, ENCANTADO, ABOLIÇÃO, JACAREZINHO E ALEMÃO
CLASSIFICAÇÃO
NOME
028º
VAGNER COSTA DA ROCHA
029º
MARIO ROBERTO GUAGLIARDI JUNIOR

4ª CRE
ILHA DO GOVERNADOR, MANGUINHOS, BONSUCESSO, MARÉ, RAMOS, OLARIA, PENHA, BRÁS DE PINA, VILA DA PENHA, CORDOVIL, PARADA DE LUCAS, VIGÁRIO GERAL E JARDIM AMÉRICA
CLASSIFICAÇÃO
NOME
041º
DIONE DA SILVA BRITO
042º
TATIANA LOPES CARDOSO
043º
MARCELO LUIZ SILVA CORSO


5ª CRE
VICENTE DE CARVALHO, VILA KOSMOS, VILA DA PENHA, LRAJÁ, VISTA ALEGRE, VAZ LOBO, COLÉGIO, MARECHAL HERMES, ROCHA MIRANDA, TURIAÇU, OSWALDO CRUZ, BENTO RIBEIRO, GUADALUPE, MADUREIRA, HONÓRIO GURGEL, CAMPINHO, QUINTINO, CAVALCANTE E CASCADURA
CLASSIFICAÇÃO
NOME
041º
PABLO SOUZA DA SILVA GOMES
042º
FILIPE LEONARDO MACEDO DE BRITO

6ª CRE
PARQUE ANCHIETA, ANCHIETA, RICARDO DE ALBUQUERQUE, GUADALUPE, ACARI, COELHO NETO, LRAJÁ, HONÓRIO GURGEL, COSTA BARROS, PAVUNA E BARROS FILHO
CLASSIFICAÇÃO
NOME
031º
ANGELA MARIA LEAL LOPES RAMALHO

7ª CRE
BARRA DA TIJUCA, LTANHANGÁ, VARGEM PEQUENA, VARGEM GRANDE, RECREIO DOS BANDEIRANTES, JACAREPAGUÁ, TAQUARA, CIDADE DE DEUS, FREGUESIA, RIO DAS PEDRAS, TANQUE, CURICICA, PECHINCHA, PRAÇA SECA E VILA VALQUEIRE
CLASSIFICAÇÃO
NOME
032º
DIOGO HERSEN MONTEIRO

8ª CRE
GUADALUPE, DEODORO, PADRE MIGUEL, BANGU, SENADOR CAMARÁ, JABOUR, SANTÍSSIMO, GUILHERME DA SILVEIRA, VILA KENNEDY, VILA MILITAR, JARDIM SULACAP, MAGALHÃES BASTOS E REALENGO.
CLASSIFICAÇÃO
NOME
059º
BRUNO CESAR DOS SANTOS
060º
CRISTIANE DA SILVA GONCALVES
061º
LILIANE NASCIMENTO DOS SANTOS

9ª CRE
LNHOAÍBA, CAMPO GRANDE, COSMOS, SANTÍSSIMO, AUGUSTO VASCONCELOS E BENJAMIN DUMONT
CLASSIFICAÇÃO
NOME
072º
ANDRE LUIS MARINHO
073º
IURI LEAL MOURA
074º
REJANE ROGICK DE MEDEIROS SOUZA
075º
SONIA LENICE FARIA GOMES
076º
LUCIANO PERROTTA DA SILVA
077º
LILIAN CORREA ALVES
078º
LUCIANA DA COSTA LEITE
079º
DANIEL VICTOR DA SILVEIRA CARDOSO


10ª CRE
SANTA CRUZ, PACIÊNCIA, COSMOS, SÃO FERNANDO, GUARATIBA, ILHA DE GUARATIBA, BARRA DE GUARATIBA, PEDRA DE GUARATIBA, SEPETIBA E JARDIM MARAVILHA
 
CLASSIFICAÇÃO
NOME
134º
ANDERSON LUIZ FERNANDES NAVEGA
135º
MARCO AURELIO FIRMIANO LEAL
136º
RAUL DE ALMEIDA FREIRE
137º
ERNANDES BATISTA DE SA
138º
LILIAN CARDOSO GOMES
139º
GABRIEL DOMINGUES COSTA
140º
ILCARLOS CORDEIRO DA SILVA
141º
ROBERTO DE OLIVEIRA ALVARENGA
142º
HELDER DOS SANTOS DE OLIVEIRA
143º
MARIANA MACHADO DOS SANTOS
144º
ROBSON DIAS PEREIRA
145º
EDER BENIGNO EUGENIO CARCERERI LEITE
146º
ANA PAULA DOS SANTOS DA COSTA
147º
ADEMILSON PINHEIRO DE SOUZA
148º
ISABELA OLIVEIRA DOS SANTOS MARIA
149º
FATIMA GOMES DA SILVA
150º
FELIPPE ALEXANDRE DA S. F. RICARDO
151º
ISAAC GENUNCIO DIAS DE CARVALHO
152º
TAUAN NUNES MAIA
153º
FABRICIO XAVIER DO CARMO
154º
NATASHA LACERDA DE CASTRO

<< ANTERIOR