quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Convocação SEEDUC 2007 27/08/2011

IOERJTraceablePdf4ea970e8e5a29

IOERJTraceablePdf4ea96f21dba44

IOERJTraceablePdf4ea9728c98c02

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

2- Resumo Educação como prática corporal

Estrutura da aula

Primeira parte
Roda de conversa sobre o que será feito na aula.

Segunda parte
Práticas

Terceira parte
Roda de conversa sobre o que foi feito na aula

Autonomia é a capacidade de se autogovernar.
Conduta motora se organiza em: habilidades de manipulação, manutenção da postura e de locomoção.

Exercício corporal
Tem relação com o trabalho e atendimento de uma necessidade localizada, ele prepara para uma finalidade.

O jogo
Não se relaciona com o passado ou o futuro é uma atividade do presente. O jogo basta por si só. Ele tem um caráter pedagógico forte.

É necessário que as atividades da educação física superem a da rua. Os conteúdos da quadra tem que passar por uma sistematização.
O fazer mental que nasce da prática retorna a ela, corrigindo, reforçando, aperfeiçoando e avaliando.

É uma característica do jogo o prazer funcional da ação, a repetição de habilidades que já foram dominadas. A coordenação que não se exercita atrofia-se.
Inicialmente o jogo é apenas sensório-motor depois simbólico.

Autonomia é a capacidade de autogoverna-se.

Oito categorias das sensações:
auditivas, olfativas, gustativas, térmicas, táteis, álgiccas e espacias.

O ser humano nasce sem habilidades inatas prontas, mas está dotado de meios para se adaptar a seu meio cultural.

A conduta motora se divide em 3 áreas:

  • Habilidades de manipulação
  • Manutenção da postura
  • Locomoção

Exercício corporal - faz o atendimento de uma nescessidade localizada temporalmente.
Jogo - não está relacionado ao passado nem ao futuro é uma atividade do presente.
O fazer mental nasce da prática retorna a ela, corrigindo, reforçando, aperfeiçoando e avaliando.
Característica do jogo é o prazer funcional da ação, a repetição de habilidades que já foram dominadas.

Espiral da aprendizagem

  • assimilação de uma nova situação
  • repetição para não perder a habilidade
  • repetição para manutenção
  • repetição para aperfeiçoar
  • encorajamento para um novo desafio
No início o jogo é apenas sensório-motor e depois é sucedido pelo jogo simbólico.

Referências
FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2009.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Convocação SEEDUC 2008/ 2009

Rolou uma convocação para os concursos de 2008 e 2009 no dia 5 de outubro de 2011. Você pode logo abaixo. Infelizmente não chegou minha vez...
Página
38
39
40
41
42
43
44
45

terça-feira, 4 de outubro de 2011

1- Resumo Educação como prático corporal

Periodização do ensino
Cada faixa etária tem marcas quanto ao desenvolvimento: cognitivo, motor, afetivo, social, moral e sexual.

Características do desenvolvimento infantil em cada período
Existem pesquisadores que acreditam que nascemos incompletos e que estamos destinados a aprender, ex Piaget. A outra corrente de pesquisadores achavam que a herança genética era o que bastava, dando conta de todo o conhecimento necessário para vivermos, ex Roger.
Nossa gestação é muito curta e é completada fora do corpo da mãe, em um útero cultural, pelo resto da vida.
Campo da Educação Física é o "mundo sensível" é o universo das coisas práticas, dos sentidos, das coisas práticas. Nele a criança é apenas uma criança.

Educação Infantil
É caracterizado pela imaginação, fantasia e símbolos. Durante o período pré-verbal a criança forma todas as coordenações motoras que usará até o fim de sua vida. Período verbal ocorre um aperfeiçoamento da motricidade. O jogo é uma atividade simbólica por natureza Ex: jogos de faz de conta.

Ensino fundamental
2º Ano
Características intelectuais - pensamento operatório concreto, operações mentais de seriar, classificar e conservar. Vinculadas a realidade concreta. A criança está entre o jogo egocêntrico e o jogo social.
Características motoras - é comum crianças que orientam suas ações motoras falando. Jogo social: cada participante coloque sua habilidade à disposição do êxito coletivo. Socialização na motricidade.
Biológicamente a criança tem uma sensibilidade bem desenvolvida o que não ocorre com relação ao meio cultural. Sentir cultural - integração das funções biológicas e moral, intelectual, social etc. A criança consegui distinguir cores de forte contraste. A criança ouve bem para fora, mas não houve bem para dentro. Cultura do sentir - a criança precisa refletir sobre tudo aquilo que sente.
Características morais - precisa aprender entre o certo e o errado. Enfase no jogo de regras.
Características sociais - a cultura compensa a fragilidade do ser humano. Jogo social é um meio termo entre a competição e a cooperação.
Características afetivas - forte agressividade e sexualidade pouco marcada

4º Ano
Intelectuais - o pensamento dirigi-se mais para o coletivo que ao individual.
Motoras - o jogo se torna bem mais organizado (posicionamento e fundamento). Antecipar ações.
Sociais - diminuição do egocentrismo, deve-se privilegiar os jogos cooperativos.

6º Ano
Intelectuais - aumenta o poder de crítica substituir dados concretos por hipóteses.
Motoras - as mudanças da puberdade dificultam as coordenações motoras.
Sensoriais - a sensibilidade não é igual em todas as pessoas, pois ela está atrelada as experiências da vida e a genética.
Morais - dar enfase ao pensamento crítico- hipotético.
Sociais - inserção no grupo
Afetivas - Identificação, autoafirmação e autoestima.

8º Ano
Nesse período provavelmente ocorrerá o estirão de crescimento.
Intelectuais - disposição a criticas
Motoras - desestabilização das coordenações motoras, vícios de postura são adquiridos.
Sensoriais - se tornar barulhento, preferir sons altos e se alimentar de uma forma ruim e em grande quantidade.
Morais - críticas a moral social.
Sociais - atividades como organização de eventos e ação social. Jogos que requerem raciocínio formal.
afetividade - deve-se favorecer para que o ambiente seja equilibrado (razão/ emoção)

9º Ano
Intensificação do comportamento apresentado pelos alunos de oitavo ano.

Os jogos podem ser vistos como simulação da vida social, microuniversos de uma sociedade em crisálida. O jogo é uma metáfora da vida.
A educação física deve desenvolver conhecimentos mais do que transmitir verdades. Com relação aos conhecimentos:
1- A produção de um conhecimento singular
2- Apropriação dos patrimônios culturais produzidos pela humanidade

Áreas de conhecimento da Educação Física
1- Conhecimento do próprio corpo
2- Conhecimento do meio ambiente
3- Cultura da Educação Física

Conteúdos da Educação Física
1- Jogo
2- Exercício corporal

Referências
FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2009.

PRÓXIMO >>